Documento sem título
 
Veja também
 
02/06/2020
Frio e quarentena: veja como cuidar dos cabelos
02/06/2020
8 alimentos para melhorar a saúde e a beleza da pele
02/06/2020
Covid-19: qual o sintoma mais comum?
26/05/2020
Os efeitos da falta e do excesso de luz solar para a saúde
26/05/2020
Razões pelas quais você não consegue perder peso
 
 
Notícia - 13 dicas para combater o estresse excessivo 03/03/2020
13 dicas para combater o estresse excessivo

Não dá para evitar o estresse. Ele é tão natural na nossa vida quanto o oxigênio que precisamos respirar para continuarmos vivos. E, na verdade, um pouco de estresse até faz bem.

E isso porque ele impele as pessoas a se superarem, as mantém estimuladas, dá um gás no sistema imunológico e aumenta a autoestima. Mas se houver em excesso, você pode levar muito tempo tentando se recuperar do caos emocional que ele pode causar em seu corpo.

Ansiedade, depressão, saúde debilitada e paralisia psicológica são alguns dos possíveis efeitos do estresse no corpo. O organismo da pessoa estressada começa a liberar hormônios como o cortisol, que avisa o cérebro e o sistema cardiovascular que o corpo está sob ataque constante, levando a problemas graves, de infarto do miocárdio a doenças inflamatórias crônicas, como a artrite.

Felizmente, o armário da cozinha guarda um oásis de calma e tranquilidade. E com um pouco de conhecimento você é capaz de minimizar os efeitos do estresse no seu dia a dia. Por isso, confira abaixo alguns tratamentos caseiros.

13 dicas para minimizar o estresse:

1. Aposte na vitamina C
Tome 1.000 mg. Num estudo realizado na Alemanha, pesquisadores submeteram 100 pessoas a duas das situações mais estressantes que um ser humano pode enfrentar: falar em público e resolver problemas de matemática. O grupo que tomou o comprimido de vitamina C apresentou níveis menores de cortisol – hormônio produzido como reação a tensão, medo e ansiedade –, além de níveis de pressão arterial menores que as do grupo que não ingeriu a vitamina.

As pessoas que ingeriram a vitamina C também afirmaram se sentir menos estressadas. Frutas cítricas e seus sucos são ótimas fontes de vitamina C. Aliás, um copo de 240 ml de suco de fruta fresca fornece 124 mg de vitamina C, que é mais de duas vezes a ingestão diária recomendada.

2. Tome um chá
Embora o chá contenha cafeína, que pode aumentar a agitação, ao que parece, a bebida tem a capacidade mais de acalmar os nervos que agitá-los. Pesquisadores da City University, em Londres, testaram 42 voluntários: pediram-lhes que preenchessem dois testes cientificamente validados para medir os níveis de estresse e ansiedade. Depois, submeteram-nos a uma situação estressante: um teste com tempo controlado. Em seguida, deram à metade do grupo uma xícara de chá e à outra metade um copo de água antes de repetir os testes.

Resultado: Os dois grupos apresentaram resultados iguais antes de tomar o chá ou a água. Contudo, o grupo que bebeu o chá ficou bem menos estressado depois do teste. Eles apresentaram queda de 4% nos níveis de ansiedade, enquanto que o grupo que tomou água teve aumento de 25%.

Segundo os pesquisadores, várias pessoas do grupo afirmaram ter usado o chá para relaxar. Os pesquisadores concluíram que o ritual de tomar chá e os aspectos sociais associados explicariam o fato de ele ser um ansiolítico natural.

3. Escolha o verde
O teor de cafeína no chá-verde é menor que o da maioria dos outros tipos de chá. Assim, você está liberado para beber as cinco xícaras de chá que ajudaram a reduzir o estresse psicológico de um grande grupo de japoneses num estudo recente realizado na faculdade de pós-graduação em Medicina da Universidade Tohoku, em Sendai.

Os pesquisadores não conseguiram identificar nenhum componente específico do chá-verde com este efeito calmante, mas estudos realizados com animais indicam que um componente, a epigalocatequina galato (EGCG), exerce efeitos sedativos e hipnóticos que fizeram o organismo reduzir a produção de hormônios do estresse.

4. A calma da camomila
Para quem sofre de ansiedade generalizada, estar estressado é uma condição permanente. Essas pessoas estão sempre preocupadas, sofrem com dores musculares, irritabilidade, fadiga e insônia, e se assustam com facilidade. E um estudo comprovou que a ingestão de camomila reduziu esses sintomas em surpreendentes 50%.

Sendo assim, com certeza ela é uma ótima aliada no controle das tensões do dia a dia. Há estudos que indicam que ela age como relaxante dos nervos. Para fazer o chá, despeje uma xícara de água fervente em dois saquinhos de chá de camomila, cubra e deixe em infusão por 10 minutos. Tome esse delicioso chazinho três vezes por dia.

5. Refresque-se com camomila
Que tal aproveitar os benefícios do chá de camomila também na hora do banho? O aroma calmante garante uma dose dupla de relaxamento. Amarre seis saquinhos de chá num pedaço de tecido ou de meia-calça e prenda na torneira enquanto enche a banheira. Acrescentar à água da banheira uma colher de chá de óleo essencial de lavanda ajuda ainda mais o relaxamento.

6. Massageie-se com lavanda
O óleo essencial de lavanda é um dos poucos que podem ser aplicados diretamente na pele. Estudos demonstraram que a lavanda reduz o estresse, conforme a medição da pressão arterial sistólica, que se eleva em momentos de tensão.

Quer outra dica? Pingue umas gotinhas do óleo num lencinho e leve-o com você para usar naqueles momentos estressantes.

7. Descubra o poder calmante das amêndoas
Você pode consumir alimentos ricos em magnésio, como amêndoas, amendoim, aveia instantânea enriquecida, creme de amendoim, feijões ou uva-passa.

Um estudo realizado com universitários mostrou que o estresse decorrente dos períodos de provas baixava seus níveis de magnésio, oligoelemento que ajuda a relaxar os músculos. Outros estudos relacionaram a queda dos níveis de magnésio à piora dos sintomas de estresse. Consuma um ou mais desses alimentos diariamente quando estiver passando por um período mais difícil.

8. Caia dentro do gérmen de trigo
Já comentamos aqui os benefícios do gérmen de trigo. Além de ser riquíssimo em magnésio, contém octacosanol, fitonutriente que aumenta a capacidade do corpo de enfrentar o estresse. Adicione umas colheradas de gérmen de trigo ao cereal todos os dias.

9. Aproveite os benefícios da aveia
Um site britânico de aconselhamento profissional recomenda que candidatos comam um mingau de aveia antes das entrevistas para ficar calmo. A aveia contém gramina, composto com propriedades levemente sedativas. Além disso, é rica em carboidratos complexos, que aumentam os níveis de serotonina no cérebro, neurotransmissor que melhora o humor.

10. Evite café
Beber café num momento de tensão é como tentar apagar incêndio com gasolina, principalmente para as pessoas com sensibilidade à cafeína.

11. Atenção à bebida
Tomar um drinque pode parecer uma boa ideia – afinal de contas, ajuda a relaxar –, mas o álcool aumenta a produção de hormônios do estresse pelas glândulas suprarrenais e ainda interfere no sono.

12. Cuidado com o excesso de açúcar
Da mesma forma, o açúcar e os carboidratos refinados podem aumentar os níveis de ansiedade. Então, fica a dica: não tente aliviar o estresse com lanchinhos doces.

13. Investigando a raiz
Se a sensação de ansiedade durar mais que alguns dias, procure descobrir a causa. Se não conseguir fazer isso sozinho, converse com um profissional de saúde mental que possa analisar a situação de forma objetiva e ajudá-lo a detectar a raiz da angústia.

Fonte: Seleções
     
Documento sem título
 
CNPJ: 56.792.997/0001-14

Rua Santa Rita, 1471 - Centro
Itu / SP - CEP: 13300-065

Farmacêutica Responsável:

Eli A. Cacciolari Caputo - CRF-SP: 9448
Normas de Qualidade
Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet
 
Farmácia   Produtos
Nossa História   Cosmética e Beleza
Laboratórios   Saúde e Nutrição
Manipulação   Homeopatia
    Linhas de Revenda
Atendimento    
Fale Conosco  
Orçamento Online  
Fale com o Farmacêutica